Apreendida em Curralinho carga irregular de madeira

Notícias 07 Mar 2017


A Polícia Civil do Pará iniciou a fase de depoimentos no inquérito que apura a retirada irregular de madeira em toras, cuja apreensão foi realizada pela Secretaria da Fazenda, Sefa, no dia 02 de março, no município de Curralinho, Marajó. O delegado Marcos Mileo ouviu o proprietário da balsa e do empurrador que chegaram no dia 05/03 em Belém, com a carga apreendida. Cinco pessoas foram presas. O comandante e o responsável pela balsa serão autuados por transportar madeira sem licença ambiental.

A embarcação transportava 410 metros cúbicos de madeira serrada de diversas espécies, sem documentação fiscal e sem autorização para transporte de produtos florestais, e foi apreendida na madrugada do dia 2/03, no rio Pará. A Sefa lavrou termo de apreensão, visando a garantia da cobrança do imposto estadual.

De acordo com o diretor de Fiscalização da Sefa, auditor de receitas estaduais Shu Yung Fon, as informações iniciais são de que a madeira saiu de Portel. A região onde foi feita a apreensão é de difícil controle, por causa da grande quantidade de rios, e tem monitoramento constante do Fisco estadual.  
A mercadoria foi trazida para Belém pelo grupamento fluvial da Secretaria de Segurança, Segup. A Companhia Fluvial da Polícia Militar foi acionada pelos servidores da Sefa e apreendeu a balsa com o carregamento.  A tripulação do empurrador responsável pelo transporte ilegal foi detida.

Em Ananindeua, a carga foi entregue à Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade, Semas. O gerente de fiscalização florestal da Semas, Everton Barros, informou que será feita a avaliação da madeira apreendida, que ficará guardada e deve ir a leilão. Existem pelo menos nove espécies de madeira na carga.



Imagem do autor
ASCOM

Assessoria de comunicação da Secretaria da Fazenda

Copyright © 2016 SEFA. Todos os direitos reservados.
Endereço: Avenida Visconde de Souza Franco, 110, Umarizal. CEP 66.053-000. Belém - Pará - Brasil.